Liêdo Maranhão – “In memorian”

“Uma conversa entre dois desdentados e apaixonados pelo povo”

Populaire chercheur, écrivain, Liedo Maranhão rendu à une douzaine de pays, dont la France et cette expérience a décidé de parler des personnes simples du Recife, des vendeurs ambulants, des livres, des putes, et d’autres.
Dans ses livres, certains sur la cuisine, il ya des recettes rapides pour conjurer la faim, d’autres, parler de littérature , le sexe et une myriade de sujets.
Après sa mort en 2014, la maison de la mémoire populaire situé à Olinda est fermé et pas de ressources à cause de désintérêt de gouvernement de l’État dans la culture réel de Pernambuco
Il est un livre écrit par lui prête, qui parle français dans les écoles de Recife à être beaucoup intéressé à l’enseignement de cette langue si riche et culturel.
Si vous êtes intéressé s’il vous plaît contacter  pour email rennatsaid@yahoo.com.br où à travers le blog,

Je vous remercie.

Agora em setembro, o blog está completando dois anos de existência e quem vai ganhar o presente são os visitantes e aficionados pela arte, pela música e pela cultura do Recife.

Desde o inicio deste mês, estamos exibindo uma foto que tirei com Liêdo Maranhão no ano de 2013 na última visita que ele fez ao mercado de São José.

Nesse ano, através de Gilberto Inácio, iniciei uma grande amizade com esse senhor que registrou em seus livros a verdadeira fala do povo, da gente simples do Recife, daí a alcunha, entre tantas, de “O escriba dos excluídos” dada para ele por algum jornalista da Revista Continente Cultural.

Não saberia dizer ao certo a influência que Liêdo e seus livros causaram em mim, começaria dizendo que durante o ano de 2013 em que pude frequentar quase que semanalmente a casa dele, fui uma das pessoas mais afortunadas desta cidade.

Primeiro, por desfrutar de tantas histórias pitorescas, vivenciadas e criadas por ele, em razão de sua longa experiência de “flaneur” pelo Recife e pelo mundo, histórias essas as quais ele não dispensava nem a si do humor corrosivo, o qual muitas vezes, o próprio povo destila sobre si mesmo.

Segundo, porque me influenciou muito na continuação desse trabalho que hoje realizo , tentando captar o sentimento das ruas, disfarçado na correria diária, no ruge-ruge da vida.

Nessa visita que mencionei ao mercado de São José, indagado por um amigo sobre como ele estava de saúde, me saiu com essa:

“… tô fudido, com uma rola no cu e duas esperando vaga!!”

Era raro entre duas ou três passagens, Liêdo não me presentear com uma tirada, um dito, uma história vivida, colhida diretamente dessa convivência dele com prostitutas, sebistas, camelôs ,artistas,poetas e toda sorte de pessoas da rua.

Ainda é necessário dizer que viver a rua não é tarefa fácil, é para quem gosta, para quem não tem nojo do suor e dos perdigotos alheios, para quem tenta cada vez mais exercer um humanismo consciente e verdadeiro, para  quem ,enfim, acredita que o ser humano ainda é a melhor das invenções que o criador pôs nesta terra.

Dessa forma, o vídeo que segue, faz parte de uma entrevista, onde há uma participação também de Gilberto Inácio que fez junto comigo a função de câmera e de entrevistador.

Essa é apenas uma, entre muitas outras gravações, que fiz sobre esse grande pesquisador popular que não pode ser esquecido de maneira nenhuma pelos Pernambucanos, pois transformou em livros a fala e a essência da alma dos despossuídos, dos invisíveis das cidades, da gente simples do Recife.

Muitas saudades, meu amigo, onde você estiver, tenha certeza  de que sua obra terá sempre lugar privilegiado no coração do povo e em particular nas minhas memórias.

Anúncios

Um comentário em “Liêdo Maranhão – “In memorian”

  1. Meu caro,

    Parabéns pelo trabalho com o blog. Comecei a ver todo o material faz pouco tempo, mas já dá para ver que é um projeto muito louvável; gostei bastante de conhecer.

    Não sei se você vai lembrar, mas chegamos a trocar uma ou duas ideias semanas atrás lá no Caldácio, quando dei uma passada rápida aí por Recife – eu era o gaitista que estava com o Cinval. Foi ele, inclusive, que me passou o endereço do blog.

    Enfim, ficam os parabéns e o meu e-mail para contato. Numa próxima oportunidade, espero que possamos conversar com mais calma.

    Abraços,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s