Queixada

Passando outro dia pelo Ipsep, a fachada de uma casa me encantou, adornada de bonecas e outros adereços penduradas em suas paredes tive a sensação de estar diante de mais um exemplo de Urban Trash Art, movimento esse que visa a conscientização a respeito do consumo e desperdício de recursos na sociedade contemporânea.
Só faltava conhecer o idealizador do referido cenário.
Resolvi não esperar, e neste sábado fui procurar o proprietário do lugar e eis que me deparo com uma figura simpaticíssima e muito popular no bairro do ipsep, “ todo mundo gosta de mim, sou analfabeto, não sei ler, eu amo minha família e amo Papai do Céu, eu amo minha cor, e amo catar lixo, é do lixo que eu vivo…” com essas palavras fez um pequeno resumo para nós de si mesmo.
Seu Genival ou Queixada e para alguns Papa-Veia, alcunhas essas que são explicadas no vídeo, é reciclador de lixo popularmente conhecido como carroceiro e partiu dele próprio a ideia de fazer a decoração de sua residência com os próprios materiais abandonados nas ruas e que pela sua ótica são capazes de oferecer algum atrativo artístico.
Entre eles, há bonecas, pequenos carros, relógios, boliches, chaves, cds e toda sorte de objetos que fazem de sua residência algo bem interessante e também uma bela amostra do que o lixo pode nos oferecer, além de ser um pequeno modelo de proteger o meio ambiente desses materiais que terminam entupindo canaletas e provocando outros problemas nas cidades e como foi dito no inicio a exposição ainda chama atenção para o excesso de consumo.
Rubro-negro de alma e coração e sempre exaltando as conquistas do Sport, Queixada como gosta de ser chamado, é fã do ex-jogador do Sport Tobi e de Durval e quer ainda colocar na fachada de sua casa uma bandeira do Náutico, uma do Santa Cruz e outra do Brasil, numa demonstração civilizada de como deve haver harmonia entre as torcidas, um belo exemplo que os apaixonados por futebol necessitam nos dias atuais.
Do lixo e somente dele vem a sobrevivência, uma vida nada fácil, resignado e sonhador, seu Genival sonha em poder conhecer o apresentador de televisão Cardinot e também Luciano Hulk, como num sonho tantas vezes veiculado e vendido pelos canais de tvs, pensa que esses “heróis da telinha” poderiam abreviar-lhe as dificuldades, como sonhar nunca é demais, não seremos nós que desmancharemos sua ilusão e quem sabe numa dessas coincidências da vida algum desses senhores não é atraído pelos adereços e bonecas de Queixada e pelo vídeo que será publicado no Youtube.
Sensibilidade e olhar artístico ele tem demais, além disso nas entrelinhas de suas frases e na maneira sincera de como se expressa, senti estar diante de um grande ser humano, simples e honesto e não terei nunca como agradecê-lo pelas lições de humildade, bom gosto e perseverança.
Sim, outra dívida impagável, nunca tinha observado , logo eu que vou a tantos museus, não falto a uma FeneArt, que vivo a procura do artístico e educando o olhar no belo, no feio, no diferente, como é bonito, instigante e interessante um rapa-coco pendurado.
A ele ficarei devendo eternamente esse descobrimento.
Obrigado, Queixada.

Anúncios

Um comentário em “Queixada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s