A rua encarnou na minha vida

Quem leu o post anterior e assistir a este vídeo conhecerá o “Joia” o proprietário do kitnet feito de papelão  e plástico da foto cuja moradia se dá em uma das ruas do nosso desigual Recife, sua história de resignação parece doce se não fosse tão cruel, principalmente quando diz que a rua transmite sossego e talvez seja possível, talvez o aniquilamento das vontades e dos mínimos desejos façam o indíviduo sentir, farejar a felicidade nas migalhas das coisas mais duras e secas, enfim, é uma grande história a do JOIA, esse homem, cujo trabalho é catar latinhas , papelão e sonhar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s